28 de abril de 2008

DOCE ILUSÃO...

Num post do ano passado, do dia 18 de abril de 2007, iludida e feliz, eu comemorava o fato de meu grupo ter uma lei de incentivo aprovada.
Prontos para captar o dinheiro necessário, fomos em busca de empresas que estivessem interessadas em incentivar a cultura através da lei rouanet, de isenção fiscal.
resultado: a lei está até hoje em aberto, e a conta sem um mísero centavo. Burocracia, falta de interesse das empresas e a ausência de alguém "famoso" que desse visibilidade ao logo da empresa... talvez tenham sido as razões para o buraco negro na conta do projeto.
Estamos estreando nossa peça graças ao incentivo de amigos, pequenos apoios e patrocínios e camaradagem da equipe (iluminador, figurinista, cenógrafo, músico etc, etc...)
Ou seja, é com muito orgulho e suor que meu grupo apresenta essa nova peça que entrará em cartaz.
Mais uma vez, artistas pagam para trabalhar, pelo amor à arte e pela necessidade de falar ao mundo, de dizer algo relevante para uma platéia igualmente relevante...
Sem um pingo de ressentimento.

2 comentários:

Bruno Pelegrini disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bruno Pelegrini disse...

Pois é exatamente nesses momentos que devemos mostrar nossa opinião e praticá-la. O governo pode não ter ajudado, mas cada um pode fazer sua parte. Se deseja que algo mude, que as coisas sejam diferentes, cabe a cada um apoiar o que acha certo. E eu apóio totalmente os seus projetos!
Aguarde-me na sua primeira fileira.